Álcool e infertilidade: qual a relação

Álcool e infertilidade

Estamos chegando a mais um final de ano e o consumo de bebidas alcoólicas nas festas de natal e ano novo tende a ser ainda maior.

Mas, para você que quer aumentar as chances de gravidez  e , principalmente, de ter uma gestação tranquila e saudável —, o consumo de álcool deve ser evitado.

Para te auxiliar nesse processo, nós trouxemos neste artigo a relação entre o consumo de  álcool e a infertilidade. Confira abaixo!

Álcool e infertilidade masculina ou feminina

O efeito do álcool na fertilidade feminina e masculina não foi claramente estabelecido. No entanto, considerando dados de importantes estudos, o álcool tem um efeito prejudicial para homens e mulheres.

O consumo de bebidas alcoólicas pode interferir diretamente no ciclo menstrual das mulheres, com alteração na produção de hormônios importantes para reprodução. O álcool também afeta, negativamente, a quantidade e a qualidade dos nossos óvulos, a taxa de implantação e a chance de gravidez.  Mulheres que consomem 2 doses ou mais de bebida alcoólica/dia tem um risco de infertilidade 2x maior do que aquelas que consomem apenas 1 dose ou menos.

Por tudo isso, o consumo elevado de álcool (> 2 doses/ dia, com 1 dose > 10 g de etanol – o que equivale a uma taça de vinho, lata de cerveja ou, até mesmo, uma dose de destilado) devem ser evitadas durante a tentativa de gravidez.

Claro, o consumo de álcool deve cessar completamente durante a gravidez, porque o álcool tem efeitos prejudiciais bem documentados no desenvolvimento fetal e não existe nenhum nível de consumo “seguro” de álcool estabelecido. Álcool e gestação não combinam..

Mas e na prática, o que fazer?  

O consumo diário e crônico será ainda mais prejudicial para as chances de engravidar do que o consumo esporádico e social. Sendo assim, para proporcionar e ter uma gestação tranquila, evite ao máximo inserir esse hábito no seu dia a dia.

O ideal é que a partir dos 3 meses que antecedem a gestação você evite ao máximo o consumo. Como vimos acima, o consumo de duas doses ao dia — não cumulativo, quando se trata do álcool e infertilidade, reduz em quase 59% as chances de engravidar. O que é uma taxa bem significativa para quem espera esse momento por tantos anos e, inclusive, busca tratamento para conseguir alcançar o seu objetivo.

Mesmo assim, o consumo dessa dose duas vezes ao dia — não cumulativo, quando se trata do álcool e infertilidade, reduz em quase 59% as chances de engravidar. O que é uma taxa bem significativa para quem espera esse momento por tantos anos e, inclusive, busca tratamento para conseguir alcançar o seu objetivo.

Ou seja, se você está tentando engravidar, pense sobre isso. Diminua ao máximo o consumo  para que o álcool seja apenas uma exceção em meio a sua rotina saudável.

Agora que você já sabe a relação entre álcool e infertilidade, fique atento ao seu consumo e adeque um estilo de vida saudável a sua rotina. Vale lembrar a importância de um especialista para te auxiliar em todo esse processo.

Esse conteúdo te ajudou de alguma forma? Então não esqueça de seguir o nosso Instagram e Facebook para que você possa aprender ainda mais sobre nutrição e fertilidade.